Se você está atento às atualizações das plataformas de redes sociais, já deve ter percebido que a tendência da incorporação da ferramenta “enquete” (“pool” em inglês) tem aumentado muito nessas mídias. E não somente a implementação dessa ferramenta tem acontecido com frequência como a sua atualização também, que em plataformas como o Facebook já proporciona o uso de gifs e imagens para ilustrar as opções disponíveis para votação nas enquetes. Recentemente o Instagram também disponibilizou a ferramenta “pool” em formato de filtro interativo no Stories, possibilitando saber qual usuário votou e qual foi a sua opção. Já o Twitter adotou o uso das enquetes há algum tempo e cada vez mais se nota o aumento de interação e debate sobre os mais diversos temas nas enquetes provenientes dessa rede, que é caracterizada pelo perfil informativo e pela liberdade de discurso dos usuários.

Mas afinal, como o uso de enquetes nas redes sociais afeta a relação entre o cliente e a marca?

Nós respondemos: é o usuário interagindo com a marca e a marca oferecendo a ideia de “pertencimento” ao usuário. Já vimos isso acontecer com a onda de stories invadindo praticamente todas as redes sociais e entregando ao público conteúdos mais intimistas e, em alguns casos, até mesmo mais descontraídos, mas todos tendo a veia do storytelling em comum. Para entender melhor sobre isso, acesse nosso post sobre storytelling e conexão emocional.

De qualquer modo, o caráter da enquete é levantar uma hipótese, oferecer um número x de opções e monitorar o comportamento do público de acordo com suas respostas, apontamentos e interações com a mesma. Sendo assim, as enquetes tornam-se uma oportunidade imensa de, além de receber o feedback do seu público sobre a sua estratégia, entender os padrões de associação da marca junto ao público e reforçar ou criar uma relação mais próxima e singular com o potencial cliente.

Através das enquetes, você pode descobrir quais temas são do interesse do seu público – o que auxilia na produção de conteúdos mais relevantes para ele – e quais as plataformas são mais utilizadas por seus potenciais clientes, medindo a interação deles em enquetes criadas em diferentes plataformas.

Além disso, a ferramenta pode auxiliar na percepção de hábitos e personalidade desse potencial cliente através de enquetes informais, com perguntas, por exemplo, sobre lugares que frequentam, gosto musical e comidas mais desejadas, colocando questões do mesmo tema em conflito e permitindo que os usuários forneçam dados precisos para a marca, auxiliando assim na definição da persona principal da sua empresa. Temos um vídeo falando sobre personas aqui.

Criar enquetes para o seu público e analisar com cuidado seu feedback pode fornecer informações valiosas tanto sobre seu cliente fiel quanto sobre seu cliente em potencial. Viu só como ainda temos muito o que explorar dos recursos gratuitos das redes sociais? E quem diria que as enquetes, famosas desde os tempos da participação em programas de televisão, se renovariam tanto e estariam sendo pauta da comunicação digital. É como diz o ditado: “nada se perde, tudo se transforma”.

Por Elena Dias

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *